terça-feira, 4 de dezembro de 2007



Passou
Djavan

Preciso sair, distrair um pouco
Ser içado ao mundo do fundo do poço
Reaparecer com a tarde ainda
Porque o que passou, passou
Nada é para toda a vida

Tudo o que eu vivi é passado, escombros
Deixo os seus jardins e afins para os pombos
Pronto para seguir, ticket só de ida
Outro lugar, um outro amor
Uma outra cor na vida

Nunca mais outras noites vão me seguir de madrugada
Sua lembrança já não me faz nada
Sair pro sol, ver a ponte se abrir,
sorrir de tudo, desencanar...
'Cê sabe ser fria tanto quanto a Suécia
E eu o Brasil das matas tropicais
Mares de verão, cascatas de foz
Luar do sertão, e levo a vida bem melhor
Seguindo meu coração...

3 comentários:

CresceNet disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my site, it is about the CresceNet, I hope you enjoy. The address is http://www.provedorcrescenet.com . A hug.

tassita disse...

Olá meu nome é Tássita e tenho 22 anos, adoro versos e poesias e principamente músicas...
Vi seu blog e resolvi deixar um comentário, espero que entre no meu e deixe seu comentario, no meu blog,trato de tudo um pouco ele tem, imagens, músicas, o que eu penso...bom entra lá e da uma espiadinha...
Muito bom o seu blog...
Bjokas

Anônimo disse...

Il semble que vous soyez un expert dans ce domaine, vos remarques sont tres interessantes, merci.

- Daniel